Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

… Até à lua

… Até à lua

desabafos que não posso ter contigo ...

.. depois de 1 mês e meio voltei a ouvir a tua voz

Hoje foi um dia com um sabor doce .. depois de 1 mês e meio voltei a ouvir a tua voz … uma frase, duas, três se tanto mas soou como música para os meus ouvidos. Foi impossível não sorrir e saltar de alegria por dentro. Sem te aperceberes todos os dias ensinas-me o significado da palavra VIVER … uma palavra tão importante quando se vive uma situação extrema como esta onde aquilo que mais se pede é isso: VIVER o dia seguinte. 

A tua casmurrice em não quereres a minha ajuda quando sabes que precisas dela tira-me do sério, os teus "nãos" sucessivos sempre que sugiro algo corrói-me por dentro, a tua cabeça a abanar positivamente quando te pergunto " estás bem?" mesmo eu sabendo que não é verdade magoa-me por demais … mas só tenho de aceitar a tua forma de ver as coisas e perceber que essa é a tua forma de reagir. entender que não é nada comigo, é contigo próprio... mas nunca te esqueças que no dia 21 de Julho de 2012 quando disse " na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza todos os dias da nossa vida" eu estava a falar bem a sério. Aliás, sabes bem que para mim uma promessa é lei, é para cumprir e não cabe na minha cabeça ser de outra forma. Estamos juntos, sempre…. 
Hoje foi um dia com um sabor doce…. Enquanto olhava as minhas olheiras e o meu ar tresloucado e pouco arranjado no espelho do corredor, voltei a sentir as tuas mãos em volta da minha cintura a dar-me beijinhos no pescoço. Como é que se pode explicar o que se sente? Já não o sentia há tanto tempo, meu amor ( claro que sei que não é culpa tua mas sentia muita falta) Foi inexplicável … é simplesmente uma benção… uma benção ter encontrado,entre milhões de tantas outras pessoas, a minha alma gémea… a pessoa a quem quero tanto bem como a mim própria, a pessoa por quem sou capaz de ir até ao fim do mundo só para voltar a ver sorrir …

Hoje dormimos juntos, já estou um pouco melhor da constipação … 
ah e esta musica é dedicada a nós. Amo-te.