Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

… Até à lua

… Até à lua

desabafos que não posso ter contigo ...

O livro da vida

IMG_3237.JPG

 

Sinto que conheço este lugar já de há muito, de outra vida só pode, visto que nesta é a primeira vez que aqui estou. Estava escrito, no LIVRO DA VIDA ( aquele que só o Universo tem o poder de escrever) que AQUI seria o meu espaço de “cura”, de reabilitação, de recomeço. É pra mim muito importante respeitar isso. Sinto que não fui eu que o escolhi, mas ele que me escolheu, há muito tempo. 
Nunca controlei qualquer pessoa que entrou na minha vida. Cada um entrou com um propósito muito próprio, é visível pra mim. Depois de tanta dúvida, hoje sinto-me em casa (com um coração dividido, é certo) mas a restabelecer-me, a encontrar o meu equilíbrio, a reconhecer a minha força e a (re)apaixonar-me por mim própria. 
Engraçada esta angústia de voltar ao meu país e o receio de me sentir sozinha. Não seria suposto, pois não? Mas sinto-o, tenho de ser honesta comigo. Sinto o mundo a gritar cá dentro, uma mente em turbilhão, um coração cheio de coisas … será que alguém me irá entender como aqui, conseguiremos falar a mesma língua? Tenho receio … não é medo. Aboli essa palavra do meu vocabulário, assim como abandonei expressões como : “Não quero que aconteça … ”, “Acho que não serei capaz”, “ Sou frágil demais para isso” …porque entendi, entendi que não sou eu que mando… o meu propósito está definido há muito e eu estou aqui ( aqui, aí, onde quer que seja) para simplesmente ACEITAR e ser FELIZ com isso. 
Tenho sonhado contigo todos os dias, meu amor. Nem sempre coisas boas, aliás a maior parte das vezes são fragmentos que me perturbam, que me deixam triste no dia seguinte …. mas contento-me com a tua imagem, que é linda.Que privilégio! Não me canso de o dizer. Já consigo (acho que de certa maneira sempre o consegui) olhar para nós e não chorar de tristeza. Choro de alegria, de gratidão de ter sido escolhida pra viver algo tão maravilhoso. 
Ainda não estou pronta pra voltar …ainda não.  Muitas coisas boas estão acontecendo, muita energia maravilhosa invade o meu coração, muitas pessoas entram como uma lufada de ar, ar esse de que preciso para respirar … 
Reaprendi a amar a poesia ( na verdade nunca deixei de amá-la mas já não me lembrava de como me deixava tão feliz), há muito que não me lembrava como escrever é tão libertador ( escrever sobre o homem de cabelo grisalho que está sentado à minha frente e que se delicia com o seu livro, escrever sobre Arte ou simplesmente sobre um estado de espírito como a FELICIDADE) . Que delícia!!!!
Não lembrava como um simples espectáculo despertava em mim todas as emoções do mundo. Tenho-as todas, sinto-as a todas e sou tão feliz por SENTIR. 
Não lembrava como contemplar uma paisagem me enchia de energia positiva. 
 

IMG_3242.JPG

 

Vou prosseguir, 
Vou continuar, 
Vou doar a minha alma àquilo que acredito,
Vou AMAR-ME… Prometo-te isso. 
 

IMG_3269-2.JPG

 

 
 
Até à lua…. 
Marlene Barreto Frazão